Ferreira, Festa dos Rapazes

No dia 24 e 25 de Dezembro “seis ou sete rapazes”, devidamente mascarados, fazem rondas e peditórios de “dinheiro e géneros” (PEREIRA, 1973:30). O que conseguiam angariar servia para pagar a missa em honra ao Santo Padroeiro, bem como o jantar.

No dia de Santo Estêvão ocorria a “festa dos caretos”.

 

Fontes e Bibliografia:

PEREIRA, Benjamim, 1973, Máscaras Portuguesas, Lisboa, Museu de Etnologia do Ultramar.

PESSANHA, Sebastião, 1960, Mascarados e máscaras populares de Trás-os-Montes, com desenhos de Mily Possoz, Lisboa, Livraria Ferin.